O futebol que está no gene do povo brasileiro

Na terra do Pelé, o turista entra em contato com essa grande paixão nacional.

Adicionar aos favoritos Remover dos favoritos

Ele foi inventado na Inglaterra, mas foi o Brasil que o aprimorou e o transformou em arte, poesia. O futebol está gravado no DNA do brasileiro. Pelé, Garrincha, Rivelino, Jairzinho, Zico, Falcão, Sócrates, Rivaldo, Ronaldo, Ronaldinho, Neymar: o legado fala por si só, mesmo deixando tantos nomes de fora. São cinco títulos mundiais, todos após a Copa do Mundo ter sido retomada com o fim da Segunda Guerra Mundial. Quem desembarca no País sabe que o futebol é forte por aqui.

Aqui, parece que todo garoto nasce com certa aptidão nos pés para tocar uma bola. Não que outros países não tenham grandes atletas, mas é que o brasileiro e o futebol firmaram matrimônio visceral. Produto dessa paixão é o Maracanã, estádio famoso da cidade do Rio de Janeiro. Embora tenha sido palco de uma das maiores decepções da história do futebol brasileiro (a derrota para o Uruguai no final da Copa de 1950), foram as redes das traves do Maraca (apelido carinhosamente consolidado) que amorteceram o milésimo gol de Pelé, o rei do futebol para os brasileiros.

Mas só o Maracanã nunca foi suficiente para o brasileiro. Era preciso construir um museu e preservar parte do patrimônio. E assim foi feito: ele está no Estádio do Pacaembu, em São Paulo. Experiência superinterativa, uma visita ao Museu do Futebol agrada até aos menos interessados pelo esporte. Para acessar o local, basta chegar à Praça Charles Miller (Miller, por sinal, é nome do brasileiro, filho de pai escocês e mãe de ascendência inglesa, considerado o "pai" do futebol).

A Seleção Brasileira costuma ser escrita em letras maiúsculas por aqui. Os atletas que vestem a lendária camisa amarela levam com ela toda a nação e o peso de ter de honrar todos aqueles que a vestiram. O Brasil venceu e encantou nas Copas de 1958, de 1962, de 1970, de 1994 e de 2002. Em todas elas, verdadeiras estrelas em campo grifaram o nome do País no mapa e cumpriram a importante missão de trazer alegria ao povo brasileiro.

O turista apaixonado pelo esporte pode jogar futebol de areia na praia ou mesmo assistir a um jogo de times regionais. Pode também visitar os belos estádios construídos para a Copa do Mundo de 2014. Em Belo Horizonte, por exemplo, o Mineirão guarda tradição gastronômica de décadas. Há mais de 40 anos, o Tropeirão do Mineirão (prato composto por arroz, feijão tropeiro, bisteca de porco, couve e ovo frito) está acima da rivalidade entre torcedores do Atlético Mineiro e do Cruzeiro, os dois principais clubes da capital. Outros estádios da Copa que também vão sediar os jogos de futebol da Olimpíada Rio 2016 são: Mané Garrincha (Brasília), Arena da Amazônia (Manaus), Maracanã (Rio de Janeiro), Arena Fonte Nova (Salvador) e Itaquerão (São Paulo). Valem muito a pena a visita!

Veja nossas recomendações