Três carnavais incríveis no Brasil

Conheça três destinos no Brasil onde você pode curtir o maior espetáculo da Terra do jeito que preferir!

Adicionar aos favoritos Remover dos favoritos

Cada cidade brasileira tem suas particularidades. No Carnaval, não podia ser diferente. Em alguns locais, a festança é gratuita, nas ruas; em outros, a melhor alternativa é pagar para fazer parte de um bloco de rua seguindo um trio elétrico, caminhão de som com um palco em que músicos se revezam para tocar.

Há ainda lugares em que é possível ir para clubes e curtir todos os dias de Carnaval ao som de DJs que tocam marchinhas carnavalescas tradicionais, criadas no início século passado. Seja onde for, o Carnaval no Brasil é uma experiência única e regada a muita música e alegria. Veja abaixo três cidades onde você pode aproveitar essa grande festa brasileira:

1) Rio de Janeiro, no Estado de mesmo nome

O povo carioca (como é chamado quem nasce no Rio de Janeiro) sabe mesmo festejar! E o Carnaval é a mais clara manifestação desse espírito folião, com suas centenas de blocos de rua espalhados pela cidade e o tão famoso desfile das escolas de samba.

As escolas representam determinado bairro ou comunidade e se apresentam no Sambódromo, na avenida Marquês de Sapucaí. Elas participam de um concurso no qual são pontuadas pelo tema escolhido, pelas fantasias e carros alegóricos, entre outros itens. Cada escola tem uma quadra de samba onde acontecem os ensaios, que também são boas opções de diversão para quem quer curtir o Carnaval do Rio de Janeiro.

Já os blocos de rua saem em diferentes dias e horários. Cada um tem o seu lugar tradicional de concentração, onde os foliões vão se acumulando antes do desfile. Atualmente, há mais de 300 blocos de rua no Rio tocando marchinhas, frevo, samba de raiz, axé music e vários outros estilos musicais. A folia começa em janeiro e segue até o Carnaval.

2) Salvador, na Bahia

Um dos mais famosos e comentados internacionalmente, o Carnaval de Salvador reúne pessoas do mundo inteiro dançando pelas ruas da cidade, atrás dos trios elétricos. Cantores como Daniela Mercury, Ivete Sangalo, Claudia Leite, entre outros famosos, comandam a farra, que dura muito mais do que os costumeiros quatro dias. É preciso muito fôlego, mas a energia é tão positiva e intensa que ao chegar lá você só vai pensar em descansar quando voltar para casa.

Os camarotes e muitos dos blocos do Carnaval de Salvador são pagos e para participar com mais segurança e comodidade é preferível comprar um abadá (camiseta que garante a permanência dentro do bloco). Há agências de turismo que fazem pacotes de viagem com vários abadás de diferentes blocos para você pular todos os dias. Se você não pretende gastar muito, a melhor opção é curtir a programação do Carnaval Pipoca.

3) Olinda/Recife, em Pernambuco

Todo bom folião ou amante do Carnaval tem que ir a Olinda e Recife pelo menos uma vez na vida. As cidades são vizinhas e o Carnaval nas duas é bem parecido, só que em Recife a folia é à noite, e em Olinda, durante o dia. No ritmo do frevo, milhares de pessoas sobem e descem as ladeiras com os blocos e troças carnavalescas (orquestras que tocam prioritariamente frevo e marchinhas). O Carnaval de Olinda e Recife também leva bonecos gigantes às ruas. Um dos mais conhecidos e que desfila desde 1932 é “O Homem da Meia-Noite” . Patrimônio Vivo de Pernambuco desde 2006, o boneco pesa quase 50 kg e tem 3,50 metros.

Nas ruas também é muito comum escutar, durante o Carnaval, ritmos originários de Pernambuco, como o maracatu, o manguebeat, o coco e a ciranda. A principal característica do Carnaval pernambucano é a democratização da brincadeira, ou seja, não importa se há abadá ou não. A regra principal é se divertir!